Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Blogue do Gato

Este gato habitou as capas da revista PCGuia durante muitos anos. Agora tem uma coluna na secção Boot de cada número em que dá uma visão felina acerca de tecnologias.

Blogue do Gato

Este gato habitou as capas da revista PCGuia durante muitos anos. Agora tem uma coluna na secção Boot de cada número em que dá uma visão felina acerca de tecnologias.


Eu evito escrever sobre o Magalhães porque a torrente de anedotas, opiniões, comunicados, gaffes e parvoice que por aí anda diz tudo.
Mas há uma coisa que posso dizer, porque, até ver, ainda ninguém falou disso.
Quem escolheu o Classmate PC da Intel (leia-se Magalhães) para "computador oficial" das escolas portuguesas de certeza que não olhou para mais nada.
Também existe o computador OLPC (One Laptop Per Child), concebido pelo MIT, que, do ponto de vista dos objectivos propostos, teria sido uma opção muito mais racional por várias razões:
Começando por falar do preço, o OLPC na Amazon já com software, sem subsídio, custa 199 dólares, o Magalhães custa 285 euros na FNAC também sem subsídio.
Seguindo para o hardware, se houvesse uma razão de peso para escolher o Classmate como por exemplo um processador muitissimo mais potente, muito mais espaço em disco ou mais ligações ainda se entendia... Mas ambos os computadores são muito parecidos neste campo, com excepção para a inclusão de um disco rígido mecânico no Classmate que dá a vantagem de oferecer mais espaço de armazenagem, o que pode ser uma desvantagem, porque se é uma máquina criada para miudos da primária não é lá muito boa política incluir hardware que não se dá nada bem com quedas como são os discos rígidos tradicionais. O Classmate tem um processador um pouco mais potente, principalmente se for a versão 2 que utiliza um Atom, mas isso paga-se em tempo de bateria.
Por fora, o OLPC tem um teclado em borracha do tipo Spectrum, o Classmate tem teclas normais que são muito boas para arrancar, principalmente se tiver 6 ou 7 anos de idade e andar na escola.
O pad do Classmate é igual ao que vem em qualquer portátil de gama baixa, o do OLPC é muito grande e permite a utilização dos dedos ou de uma caneta para escrever manualmente.
O OLPC pode ser usado como livro digital porque o ecrã roda, desliga a retroiluminação e muda para um modo de funcionamento monocromático, para que se possa usar à luz do sol.
Se isto não são razões suficientes passemos para o software...
No OLPC pode-se optar por máquinas com Linux ou Windows XP, o software incluido permite a ligação automática entre todas as máquinas com ou sem o controlo do computador do professor que pode estar a emitir uma aula directamente para todas as máquinas que estão na sala de aula.
O Classmate... Bem o classmate inclui muito bom software, que serve para os alunos trabalharem sozinhos...
Daí talvez os computadores desaparecem das salas de aula depois das apresentações.
Posto isto, espero que da próxima vez se pense um bocado nos públicos-alvo, nos objectivos e na forma de os alcançar antes de se tomar uma decisão e que não se olhe apenas para os dividendos de todas as espécies que se possam tirar da iniciativa.
Afinal de contas não estamos a falar só de um negócio, mas da educação dos nossos filhos...
Se quiser saber mais sobre o OLPC clique aqui.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.